Blog

13

NOV - 2017

Estudo mostra aumento da escalada das ciberameaças em 2017

O 2017 Cyber Threatscape, relatório da iDefense, examinou as tendências mais importantes do primeiro semestre deste ano e aponta uma possível evolução nos próximos meses: um aumento no número de agentes de ameaça, cujas capacidades estão sendo rapidamente expandidas por conta de fatores como a proliferação de ferramentas e exploits de baixo custo, customizáveis e com grande facilidade de uso.

Entre as conclusões relevantes do relatório estão as táticas reversas de fraude com as quais os criminosos cibernéticos estão aumentando o uso das fraudes entre as quais código antianálise, esteganografia e servidores de comando e controle descartáveis para disfarçar os dados roubados.

O estudo aponta ainda probabilidade de que continuem aumentando as atividades de espionagem e disrupção a partir de agentes patrocinados por governos como resposta ao cumprimento de regras estratégicas de coleta de dados e também por motivações geopolíticas (sanções econômicas, exercícios militares ou conflitos religiosos). 

O relatório também diz que os criminosos continuam usando "iscas" familiares, como assuntos nas mensagens que tratam de faturas, currículos, transferências bancárias, remessas ou pagamentos atrasados. Os ransomwares (que sequestram dados e exigem resgate para liberá-los) estão ultrapassando os cavalos de troia bancários como um dos tipos mais frequentes de malware que chegam às pessoas por meio de técnicas de phishing.

De acordo com o relatório é provável que as atividades de espionagem e disrupção partindo de agentes patrocinados por governos continuem aumentando em resposta ao cumprimento de requisitos estratégicos de coleta de dados e motivações de caráter geopolítico, como sanções econômicas, exercícios militares e conflitos religiosos.

 

Fonte: goo.gl/GHEKW3
 

 

 

Leia também:

• Ransomware é maior preocupação em segurança na América Latina

• Qual é o próximo passo para a área de TI e Segurança da Informação?

• Saiba como garantir a segurança da informações no banco de dados

Mais Notícias